Clannad ****<3

Yoo!!! Depois de decadas sem postagens eis me aqui para falar de minha obra favorita, Clannad. No meu vasto “currículo” de animes não houve outro que me cativou tanto quanto essa, já assisti e reassisti tantas vezes que perdi a conta, digamos que eu saiba cada fala com precisão principalmente do primeiro episodio.

Clannad é uma adaptação de visual novel da produtora Key, e como de costume em adaptações é dividida em arcos.
Okazaki Tomoya é um Yankee (delinquente) que vive se metendo em confusão e matando aulas, ele ficou dessa forma depois de sua mãe morrer e seu pai se entregar as bebibas, chegando a tal ponto que ele e o próprio pai não se considerarem mais membros da própria família.

Um dia a caminho da escola ele encontra uma garota falando sozinha e em um desses monólogos Okazaki responde a uma das perguntas, ele então conhece Furukawa Nagisa (minha santa deusa da fofura), uma garota introvertida com dificuldade de fazer amigos e com o objetivo de reabrir o clube de teatro para interpretar uma peça de uma historia que ouviu a tempos. Pra surpresa dele mesmo, decide ajuda-la mesmo não tendo afinidade com trabalhos em grupo ou clubes.

Como disse antes o anime se divide em arcos então é obvio que ao longo da historia somos apresentados ao resto dos personagens, em sua maioria personagens femininas mas com personalidades bem únicas.
Começamos com Sunohara, melhor amigo de Okazaki e ocasionalmente perturbado por todos, posso dizer com toda certeza que as melhores risadas do anime são provocadas por ele; temos então as gêmeas Kyo e Ryo, Kyo a mais velha pronta pra acabar com a raça de qualquer um que se aproxime da irmã que por sua vez é totalmente oposta sendo calma e tímida (como dito no próprio anime “A brutamontes e o hamster”); Kotomi a estranha gênio em uma busca por terminar a pesquisa dos pais; Tomoyo como Kyo uma verdadeira brutamontes conhecida por acabar com gangues inteiras na cidade e finalmente Ibiki Fuko a misteriosa garota quês esculpi estrelas do mar (sim!! estrelas do mar).

A historia e seu desenvolvimento é ótimo, concordo que alguns arcos mereciam melhor atenção e outros um pouco menos, mas isso não deixa o charme e principalmente o carisma de Clannad cair em nenhum momento.
Não sei se deveria cita-lo mas em alguns episódios em sua parte inicial é nos apresentado uma historia paralela onde é contada a vida de uma única garota em um mundo que se acabou, sendo ela o ultimo ser em todo o mundo (ou quase), vale ressaltar que essa é a mesma historia que nossa heroína Nagisa quer interpretar em seu teatro, digo mais para os que pretendem assistir Clannad recomendo dar atenção a essa historia pois se torna de grande importância mesmo não parecendo (isso alem da historia ser no mínimo intrigante)
Quando ao design, como na maioria das obras produzidas pela Kyoto Animation, Clannad não falha em nada tanto nos personagens quanto no jogo de cores em cada episodio que é de se encher os olhos.
A trilha sonora mesmo simplista acredito ser perfeitamente apropriada para todo o clima do anime, com destaque para o encerramento que é infantil, simples, mas impressionantemente cativante.
Como eu disse Clannad é minha obra favorita por esse motivo eu recomendo muito tanto ela quanto outras obras/adaptações da Key(Air e Kanon) que merecem o mesmo mérito.
A Biglobe montou um rankin onde cerca de 7000 japoneses votaram nos animes que pela sua importância qualquer otaku deve ver ao longo da sua vida. Segue Link para noticas
http://www.otakupt.com/anime/top-animes-imperdiveis/

Anúncios